Estudo revela tudo que americanos querem em um elétrico – e existe um carro que se enquadra nesse padrão

Redação por Redação
9 Leitura mínima

O futuro do automobilismo deve passar pelos carros elétricos. Talvez isso ainda seja difícil de entender para nós que moramos no Brasil. Nos Estados Unidos, porém, essa categoria vem ganhando espaço ano a ano.

Em 2023, por exemplo, os EVs já respondiam por 7,6% do mercado de veículos do país. Como as montadoras preveem um aumento nas vendas neste ano, é possível que esse índice suba para 10% em breve.

Se você gostou desse post, não esqueça de compartilhar

Ok, isso ainda é a minoria, mas não deixa de ser um número significativo. Especialistas afirmam que ainda falta um boom, um episódio fora de série para alavancar esses dados.

Pensando nisso, a consultoria Boston Consulting Group promoveu uma pesquisa para descobrir o que seria necessário para que os veículos elétricos se tornassem populares de verdade.

O resultado você confere a seguir…

Vários fatores determinam o carro elétrico “perfeito” para o americano

Os americanos elegeram 3 pontos principais que consideram essenciais em um carro elétrico:

  • O tempo de recarga da bateria deve ser de 20 minutos;
  • A autonomia deve ser de, pelo menos, 350 milhas (mais ou menos 560 quilômetros);
  • E o preço não deve ser maior do que US$ 50.000.

Entre todos os veículos pesquisados pela consultoria, apenas um se enquadrou em todos os pré-requisitos: o Hyundai Ioniq 6 (da foto de capa).

Imagem: Reprodução/BCG

Como já informamos aqui no Olhar Digital, o modelo realmente se destacou no ano passado. Venceu, por exemplo, o prêmio de melhor EV da revista Car and Driver. Também venceu a disputa promovida pelo conceituado Salão de Nova York. E, além de tudo isso, é um carro bonito.

É claro que o resultado dessa pesquisa não significa que o Ioniq 6 será o EV mais vendido dos Estados Unidos – ou do mundo. Ela, no entanto, indica um caminho para as marcas seguirem.

Outros pontos importantes da pesquisa

Os cerca de 3 mil entrevistados também listaram outra condição essencial na hora de trocar um carro convencional por um elétrico: os pontos de carregamento. Eis um problema que não é somente das montadoras, mas também das autoridades.

Como já mostramos aqui, proprietários de EVs em Nova York já chegaram a ficar mais de uma hora na fila só para chegar até o carregador!

Segundo o levantamento, os americanos querem perder até 30 minutos nesse processo.

Bom, dito tudo isso, o estudo do BCG deixa espaço para otimismo nesse mercado. Embora muitas montadoras tenham desacelerado seus planos de veículos elétricos, elas não os abandonaram totalmente.

E os próximos capítulos prometem ser interessantes. Grandes marcas como Ford, Kia e Tesla estão trabalhando em carros elétricos na faixa de US$ 25 mil nos próximos anos – o que deve atrair uma nova parcela de compradores.

Além disso, os avanços na tecnologia das baterias vão garantir melhores autonomias, mais eficiência energética e tempos de carregamento mais rápidos – o que vai convencer muitos indecisos a entrarem de vez nesse mundo.

Hyundai Ioniq 6
Um pouco mais do Ioniq 6 para vocês… – Imagem: Divulgação/Hyundai

Andrew Loh, diretor administrativo e sócio-sênior do BCG, que foi também o autor principal do estudo, está otimista:

“Com 70% dos consumidores dos EUA afirmando que considerariam comprar um EV, a oportunidade de mercado existe. Eu diria que quando chegarmos a 2027, 2028, se você tiver um portfólio completo de veículos de segunda geração, veremos cerca de 30% de participação de mercado para os elétricos”, disse Loh.

Seria um cenário ótimo, de fato. Mas, para isso acontecer, é preciso investimento. Não só das empresas, mas também de governos.

As informações são do site Inside Evs.



Fonte: Externa

ofertas amazon promoção
Clique acima para adicionar um desconto excluivo na Amazon! Aproveite as ofertas de hoje.