Fio ou fita dental: qual é a diferença e como decidir entre um ou outro?

Redação por Redação
7 Leitura mínima

Na rotina de higiene bucal, escolher entre fio dental e fita dental pode gerar dúvidas. Enquanto a fita é mais larga e plana, o fio é mais fino e redondo. Mas afinal, essas diferenças afetam a eficácia da limpeza e, por consequência, a saúde bucal?

Em linhas gerais, a fita dental é frequentemente preferida por pessoas com espaços maiores entre os dentes, enquanto o fio dental costuma ser mais utilizado por aqueles que possuem dentes mais apertados ou sobrepostos, justamente por ser mais fino do que a fita.

Fora o formato, outras características incluem a composição do fio ou da fita, que podem ser de monofilamento (filamento único) ou multifilamento (várias fitas) e, na maioria das vezes, de alguma fibra derivada do plástico como o polipropileno. Além disso, podem conter parafina, corantes e sabor, como a menta.

Passar fio ou fita dental é uma etapa imprescindível da higienização da boca. Foto: fotoduets/Adobe Stock

Apesar das características distintas, o presidente da Câmara Técnica de Periodontia do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP), Marcelo Cavenague, afirma que ambos são eficazes quando utilizados de forma correta. Algumas pessoas podem preferir o fio dental por sua capacidade de deslizar facilmente entre os dentes, enquanto outras podem optar pela fita devido à sua largura e maior sensação de firmeza. No entanto, essas preferências variam de pessoa para pessoa.

“A escolha se baseia muito mais em preferências individuais do que no formato em si. Tanto que, enquanto muitos defendem o fio como mais fácil de entrar em espaços estreitos, outros tantos afirmam o contrário”, conta Cavenague.

Independentemente da escolha, o especialista destaca que não existe limpeza completa sem o uso de fio ou fita. “Quando uma pessoa decide não usar, é o mesmo que optar por deixar boa parte da superfície dental cheia de colônias bacterianas, o que não faz nenhum sentido”, ensina Cavenague. Isso porque, conforme ele explica, “a escova de dentes só é eficiente nas superfícies onde ela alcança. Isso faz com que o fio ou fita seja indispensável para fazer a limpeza nos locais mais difíceis”.

Pessoas que usam aparelho: fio ou fita?

Conforme destacado pelo especialista, o uso de aparelho ortodôntico não faz diferença nessa escolha. Ambos são igualmente válidos e fundamentais para quem passa por esse tipo de tratamento.

Entretanto, com o uso do aparelho, pode ser necessário adotar outras ferramentas de higiene, como o passa-fio ou a escova interdental. O passa-fio é uma espécie de agulha plástica que auxilia na condução do fio ou da fita por trás do fio ortodôntico, tornando sua utilização mais fácil e eficiente.

Já a escova interdental é um instrumento em forma de escova cilíndrica ou cônica, projetada para limpar espaços interdentais mais amplos ou áreas nos aparelhos ortodônticos. “É importante ressaltar que a escova interdental não substitui o fio dental ou a fita dental. Em casos de próteses fixas, o uso combinado de ambos os métodos também é essencial”, destaca Cavenague.

Existe recomendação especial para o uso de fio ou fita dental em crianças ou idosos?

O uso do fio ou da fita dental é importante para todas as pessoas, independentemente da idade, da presença de dentes naturais ou implantes. No caso das crianças, é importante que exista supervisão para garantir a utilização correta dos acessórios. A mesma coisa vale para idosos, especialmente aqueles que enfrentam dificuldades motoras.

Em situações em que há necessidade de assistência para a higiene bucal, como crianças ou idosos com limitações físicas, é essencial que os cuidadores aprendam a realizar a limpeza de forma adequada. “Uma ferramenta útil nessas circunstâncias são as forquilhas, que permitem prender o fio ou a fita dental, facilitando o trabalho de terceiros na higiene bucal de crianças ou idosos”, destaca o dentista.

Como utilizar da maneira correta?

CONTiNUA APÓS PUBLICIDADE

Para garantir a boa limpeza dos dentes, é recomendado fazer o uso da fita ou do fio ao menos uma vez por dia, levando em consideração os seguintes fatores:

  • Quantidade: corte cerca de 45 a 50 centímetros de fio ou fita dental. Isso permite ter uma quantidade suficiente para limpar entre todos os dentes sem reutilizar o mesmo trecho, o que pode espalhar bactérias.
  • Posicionamento: segure o fio ou a fita dental entre os dedos indicadores e polegares, enrolando a maior parte em um dedo e deixando um pequeno pedaço para deslizar entre os dentes.
  • Limpeza entre os dentes: deslize suavemente o fio ou fita entre os dentes, fazendo movimentos de vai e vem. Certifique-se de alcançar a linha da gengiva, onde as partículas de alimentos e a placa bacteriana podem se acumular.
  • Formato de “C”: ao alcançar a linha da gengiva, curve o fio ou fita dental em torno do dente em forma de “C” e deslize suavemente para cima e para baixo para remover a placa e os resíduos de alimentos.
  • Enxágue: após o uso do fio ou fita dental, enxágue a boca com água para remover os detritos soltos e as partículas de alimentos. Aqui, vale ressaltar que não existe necessidade de uso do enxaguante bucal.

Escovação ou fio/fita dental: o que vem primeiro?

Segundo Cavenague, a ordem é menos importante do que a qualidade da limpeza. O mais comum é que o fio ou a fita seja usado primeiro, mas se sua preferencia for o contrário, isso não acarreta nenhum prejuízo para a qualidade a higiene. O importante é que ambos sejam utilizados.

Fonte: Externa

ofertas amazon promoção
Clique acima para adicionar um desconto excluivo na Amazon! Aproveite as ofertas de hoje.